Archive for the 'Música' Category

Válvula Rock Pub confirma atrações para Grito Rock no sábado de carnaval em Barra Velha

Foi divulgado ontem através do site do Válvula Rock Pub, de Barra Velha, as atrações do festival Grito Rock, que acontece no próximo sábado, dia 18, durante a tarde, no próprio Pub. O Lendário Chucrobillyman, de Curitiba, Somaa, de Joinville, e a local Me and Jarabruja, foram os escolhidos para animar com muito rock o sábado de carnaval na cidade.

O Grito Rock é o maior festival integrado da América Latina e em 2012 irá acontecer em 200 cidades de 15 países. Em Santa Catarina, o evento acontecerá em 11 cidades, sendo Barra Velha a única que o realizará em fevereiro.

De acordo com Anderson Davi, gerente do Válvula Rock Pub e coordenador da produtora Válvula Rock, que também irá produzir o Grito Rock em Itajaí, será uma experiência nova para o público da cidade, que poderá conferir shows autorais durante o evento. “Serão atrações distintas, mas que mostram o potencial da música autoral em nosso estado e até no país. É importante que festivais como este cheguem até Barra Velha, para incentivar aos músicos locais a investirem nas próprias composições e conhecerem um circuito diferente de shows”, destaca.

O show começa as 15h30 e os ingressos custarão apenas R$5,00, com direito a cortesia para curtir mais uma noite da programação de carnaval do Pub. Nos dias 18 e 19 pela noite, o músico de Florianópolis Fabiano Chiqueti foi escalado para tocar muito rock nacional e internacional, com repertórios diferentes em cada dia. No dia 20, segunda-feira, será a vez de Fernando Horn embalar a noite ao som de muito pop rock. O Válvula Rock Pub fica na avenida Santa Catarina, 1192, em cima da pizzaria Forno à Lenha, no centro de Barra Velha.

As atrações:

O Lendário Chucrobillyman

Após ouvir o disco “Chicken Walk” de Hasil Adkins no início de 2005, o curitibano Klaus Koti deu início a seu projeto musical tocando tudo ao mesmo tempo: bateria, guitarra, kazoo e um megafone por onde faz os vocais. Batizou o projeto de “O Lendário Chucrobillyman” e passou a rodar o mundo fazendo suas performances através destes sincronismos de elementos. Um dos nomes brasileiros mais conhecidos no quesito “monobanda” – ou banda composta por um único integrante – Koti faz uma mescla de blues, rock de garagem e o punk rock. Seu último trabalho faz a fusão destes estilos com o som peculiar da viola caipira.

Somaa

Formada em 2011 em Joinville, a Somaa é liderada pelo guitarrista e letrista Rafael Zimath, que após o hiato da promissora Alva, juntou o baterista Tiago Luis Pereira e o baixista Nedilo Xavier para formar uma nova banda. De inicio, o grupo gravou três músicas que mostram um trabalho coeso, “rock corrosivo, sólido, que dosa o peso com o efeito extasiante do pop”, como definiu bem o jornalista do Diário Catarinense, Marcos Espíndola. Em 2012, o trio se propõe e manter a produção ativa, mesclando isto aos shows pelo Estado, onde poderão experimentar a fórmula frente a frente com o público.

Me and Jarabruja

Mais que o nome curioso, Me and Jarabruja é uma atitude de coragem e experimentalismo do guitarrista local José Eduardo de Souza Leite. Por trás deste codinome, ele promete um show instrumental apenas com a guitarra, indo do blues ao metal, dosando jam session com sequências previamente ensaiadas. Na falta de outros integrantes em Barra Velha dispostos a investir no experimental autoral, não pensou duas vezes em tomar o show do Grito Rock como o primeiro de sua carreira e, talvez, torná-lo a porta de entrada para um trabalho em conjunto.

NOFX ao vivo no House Of Blues

Abaixo show completo do NOFX gravado no dia 18 de janeiro deste ano, em Los Angeles, essa é uma aula de uma das melhores bandas de hardcore da história. Muito bem humorado, o quarteto faz 53 minutos passarem voando:

Santa Catarina Grita Rock!

É hoje! Não, não estou falando do fim do horário de verão. Estou falando do maior evento integrado de shows independentes da América Latina (são mais de 70 shows no Brasil, além de Argentina, Chile e Uruguai), que invade nesse sábado os palcos de Balneário Camboriú e Florianópolis, em dois dos três eventos do Festival Grito Rock programados pra Santa Catarina (o outro rolou em um festerê em Blumenau no final de semana passado). Os espaços de Open Bar, em Balneário, e da Célula, na capital da Santa&Bela, vão receber ao todo dez bandas e discotecagem rock, além de uma porção de roqueiros ainda em ritmo de carnaval.

E o Válvula Rock, trabalhando a todo vapor em 2010, estará presente (como já estivemos em Blumenau) pra levar a você uma cobertura completa do Grito Rock em terras barriga-verde na próxima semana, no novo site. Já estão escalados Léo e Eugênio pra pegar a estrada rumo a Ilha e eu vou estar acompanhando o movimento na avenida Atlântida, aqui perto. Os dois eventos estão programados pra começar às 23h, só não me pergunte qual delas. Confira abaixo a programação de cada evento e escolha o melhor, ou o mais próximo de você, só não vai ficar de fora:  

Grito Rock Floripa
Bandas:
Aerocirco, Balanço Bruxólico, Cassim & Barbária, Monaco Beach (PR), Rinocerontes (PR) e Sabonetes (PR). 
Ingressos: R$10,00 antecipados na Guitar Land
Local: Célula

Grito Rock Balneário Camboriú
Bandas: Lenzi Brothers, Yellow Box, Liss, Yer
Ingressos: R$10,00 na porta
Local: Open Bar

As Cores da Liss

Do Alto do Vale do Itajaí vem um dos bons lançamentos musicais catarinenses aguardados para 2010, o ano que promete. E começou bem. Direto de Rio do Sul, a conceituada banda Liss lançou na última quinta-feira em seu Myspace o seu mais novo EP, As Cores, com três canções muito bem produzidas e de pop refinado. Especialista nas boas vibrações emitidas pelas guitarras bem trabalhadas, riffs grudentos e vocais afinadaos, o quarteto apresenta mais três boas canções, com destaque pra faixa-título. As Cores abre com um daqueles riffs que te faz lembrar um mega hit do Weezer, dos timbres ao ritmo, que embala a música toda, incluindo uma quebra bem pensada no meio, com direito a sintetizadores. Na soma das três canções – uma versão prometida de um som antigo, Black Tie, não saiu – o que parece tão simples, ganha mais vida com os belos solos de guitarra e as melodias inspirada, marca registrda da turma. As letras não se rendem ao amor barato, mas flertam com o sentimental  de cartas sinceras. Música pra pular e dançar a noite inteira.

As cores, da Liss: Pop refinado e bem produzido

A Liss já caiu nas graças da crítica há algum tempo e tá sempre ameaçando deslanchar de vez no mercado catarinense e, por que não, nacional. O quarteto se juntou faz uma década, e em 2005 abriu para o Placebo em Floripa, sendo finalista de um concurso da Claro, que promoveu o evento. Centenas de bandas do Sul se inscreveram, os riosulenses foram selecionados e ficaram em segundo lugar, perdendo por voto popular nos torpedos SMS. Desde então o quarteto segue trilhando seu caminho pelo Estado, lançado EPs e videoclipes e acarretando elogios, afinal, soam muito bem aos ouvidos de qualquer um.

Mais Prêmio Válvula de Rock Catarinense na mídia

E segue a todo vapor a divulgação na mídia do Prêmio Válvula de Rock Catarinense. Hoje foi a vez do colunista da contracapa do caderno de Lazer do Santa, Cristiano Santos, dar aquela força e escrever sobre a iniciativa, inclusive com fotos dos grupos indicados da região do Vale do Itajaí. A versão online do jornal você confere aqui.

Em Floripa, quem deu destaque para o Prêmio foi o jornalista do caderno de Variedades e também colunista interino do espaço Renê Müller, que publicou no seu blog no Clicrbs, o Tra-la-lá, um post sobre o Válvula Rock e as indicações. O blog você lê aqui.

Já o blogueiro Rafael Weiss, do conhecido Mundo 47, de Balneário Camboriú, também publicou um post falando a respeito do Prêmio, ajudando na divulgação da votação. O Mundo 47 você acessa aqui.

Meus agradecimentos a todas as pessoas que estão contribuindo com nosso trabalho!

Prêmio Válvula de Rock Catarinense em destaque na mídia

A receptividade do 1º Prêmio Válvula de Rock Catarinense tem me surpreendido cada vez mais. Primeiro veio do público, depois das bandas, e agora da mídia. Já tinha saído um post no blog Orelhada (hospedado no Clicrbs) ontem, e hoje foi publicado na coluna de mesmo nome no jornal A Notícia (de Joinville), escrita pelo jornalista Rubens Herbst, um dos mais conceituados críticos muiscais do Estado, na contracapa do caderno ANexo. 

Lá ele comenta sobre a premiação, divulgando e elogiando a iniciativa. Com certeza, muita gente vai participar graças ao trabalho do companheiro Rubens, que garantiu acompanhar de perto o desenrolar da votação. Leia o que ele escreveu no jornal clicando aqui.

Também descobri hoje que ontem Roberto Panarotto, fundador da banda Repolho e lenda viva do rock catarinense, também divulgou o Prêmio em seu blog, o Agito com Balau. Embora concorrendo em três categorias (Melhor Banda, Melhor Disco e Melhor Música), ele ficou sabendo através de outra indicada de Chapecó, a Epopeia (Banda Revelação), e gostou da ideia. Aliás, o texto dele sobre premiações e listas de melhores vale muito a pena ler, não só por ser engraçado, mas também por apresentar uma visão realista. Então clique aqui e fique por dentro.

O espírito não é uma competição, e sim valorizar o trabalho daquelas bandas que consideramos destaques em 2009, através do reconhecimento do público. Como comentei lá no blog do Panaratto, se cada um que entrar no site pra votar por causa de uma banda e ver que existe uma lista de quase 20 nomes desconhecidos, entrar nos Myspaces e gostar de mais duas, já vamos ter cumprido nosso objetivo, que era divulgar o melhor do Rock Catarinense.

Teve banda boa que ficou de fora? Sim, mas isso faz parte também, limitamos o espaço das indicações pra valorizar ainda mais quem está participando. É um critério da nossa equipe, e como tudo no Válvula Rock, primamos pela qualidade, e vai ser sempre assim.

No mais, só tenho a agradecer a participação incrível do público, que tem superado tranquilamente nossas expectativas e as bandas indicadas, que receberam muito bem a ideia e estão divulgando o máximo que podem, mesmo sabendo que não haverá um prêmio material.

Escute A Cura, o novo EP da Display

Os fãs afoitos do som screamo da banda de Balneário Camboriú Display devem estar com o sorriso de ponta a ponta. Saiu hoje no Myspace da turma o novo EP da Display, batizado de A Cura. O grupo passou parte do ano passado no AML estúdio (onde gravou seus dois CDs), em Floripa, e tava prometendo há tempos material inédito. São quatro música, com destaque para faixa título e as linhas de guitarra de Juliano Jover, que mescla muito bem a velocidade do hardcore com os dedilhados do metal, e ainda circula tranquilamente pelos acordes do pop.

Nascida em Balneário Camboriú, a Display conquistou seu espaço no mercado nacional do seu estilo, um filão muito atraente para o molecada e na maioria das vezes mais organizada do que nos acostumamos no meio independente. É dali que saíram (e continuam saindo, infelizmente) as bandas que dominaram as rádios brasileira nos últimos anos, como Nx Zero e Fresno.

Embora não sendo um fã do estilo, reconheço o trabalho e a dedicação da Display, que em 2009 teve alguns tropeços, como a saída do baterista e fundador do grupo, Elvis Volpatto, e a tentativa frustrada de se mudar pra São Paulo. Mesmo assim levantou a cabeça e hoje tá fazendo a alegria do seu público. Então, nem que seja por curiosidade, ouve lá: www.myspace.com/displayrock

Display divulgando seu novo EP: como todo produto da banda, arte gráfica de primeira

Show de Lançamento

E quem curtir o som da banda e estiver de bobeira por Balneário Camboriú no domingo, tem só alguns dias pra decorar as letras das novas músicas e cantá-las junto com a Display no show oficial de lançamento, que rola no Open Bar. O evento tá marcado pra começar às 15h do domingão, e além dos donos da festa, terá também as apresentações de Bitônica, Dancing Ghosts, Vince, Bloomy e Parachamas. O ingresso custa dez pilas e estará a venda só na portaria na hora do show.